'Tóquio faz proposta sem precedentes a Moscou'

© Sputnik / Aleksei Druzhinin / Abrir o banco de imagensPrimeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante o Fórum Econômico do Oriente, Vladivostok, Rússia, 3 de setembro de 2016
Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante o Fórum Econômico do Oriente, Vladivostok, Rússia, 3 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Japão, impulsionado pela vontade de resolver a disputa territorial que existe há décadas com Moscou, fará uma proposta sem precedentes à Rússia na área da cooperação econômica, escreve a revista japonesa Nikkei.

"Motivado pelo desejo de resolver a disputa territorial que já dura há décadas, o governo japonês está disposto a propor à Rússia uma cooperação econômica sem precedentes", diz a revista Nikkei. Hiroshige Seko, ministro japonês da Economia, Comércio e Indústria, que também é responsável pela cooperação econômica com a Rússia, vai visitar Moscou para preparar a base da reunião bilateral ao mais alto nível, a ser realizada em 15 de dezembro. 

Volcão Mendeleev na ilha de Kunashir perto da povoação de Yuzhno-Kurilsk, Ilhas Curilas, Rússia - Sputnik Brasil
Japão esconde 'nova abordagem' para fazer Rússia ceder mais
Em uma tentativa de “tentar a Rússia”, o Japão está pronto a investir no desenvolvimento do Extremo Oriente russo, proporcionar o acesso da Rússia a novas tecnologias, desenvolver a esfera do turismo e abrir negócios no país. Tóquio pretende facilitar a participação de empresários japoneses na economia russa. Para fazer isso, serão canalizados fundos do Banco do Japão para Cooperação Internacional, bem como pelo Governo e setor privado. 

Moscou mostra-se interessada na cooperação com o país em vários domínios, tais como a saúde pública, o serviço postal ou infraestruturas. Nesta linha, os médicos japoneses poderão vir a tratar pacientes na Rússia. Além disso, são oferecidos investimentos no desenvolvimento do aeroporto da cidade de Khabarovsk e renovação de edifícios e portos de Vladivostok. 

O primeiro-ministro Shinzo Abe introduziu esta "nova abordagem" nas conversações sobre a disputa territorial das Ilhas Curilas. O valor de apenas um destes projetos poderá alcançar 600.000 milhões de ienes, ou 5.92 milhões de dólares, um montante sem precedentes na história das relações bilaterais entre Moscou e Tóquio. 

"Temos que pôr fim à anomalia de não ter um acordo de paz por mais de sete décadas," comentou Abe durante um discurso no Comitê de Orçamento da câmara baixa do parlamento japonês.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала