Austrália revela datas de anúncio dos suspeitos do caso MH17

© AFP 2022 / MARK GRAHAMA minsitra das Relações Exteriores da Austrália, Julie Bishop
A minsitra das Relações Exteriores da Austrália, Julie Bishop - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A ministra do Exterior da Austrália afirmou que as identidades dos responsáveis pelo abate do voo da Malaysia Airlines MH17 em 2014 no sudeste da Ucrânia podem ser confirmadas até o final deste ano ou início do próximo ano.

"Espero que até o final do ano ou o início do próximo ano, a lista daqueles que, como acreditamos, devem ser responsabilizados será confirmada. Em seguida, eles deverão ser processados," disse a chefe da diplomacia australiana Julie Bishop à emissora australiana ABC. 

Coletiva do concerno Almaz-Antey e usina eletromecánica Lianozov sobre o relatório sobre a tragédia do voo MH17 - Sputnik Brasil
Kremlin: investigação do MH17 está condenada ao fracasso
O avião que fazia o voo MH17 caiu com 298 pessoas a bordo no dia 17 de julho de 2014 no leste da Ucrânia, quando seguia de Amsterdã para Kuala Lumpur, não deixando sobreviventes. A Ucrânia e a República autoproclamada de Donetsk se têm culpado mutuamente da derrubada do MH17.

A Equipe de Investigação Conjunta (JIT, na sigla em inglês) anunciou na quarta-feira (28) que o avião MH17 teria sido abatido por um sistema de mísseis Buk que fora trazido da Rússia e, posteriormente, regressara a território russo. Além disso, a investigação acredita que o míssil foi lançado a partir do território controlado pelas milícias de Donbass. 

O Ministério da Defesa russo expressou dúvidas sobre as conclusões dos investigadores, dizendo que os sistemas de mísseis russos, incluindo os Buk, nunca cruzaram a fronteira russo-ucraniana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала