Kiev dá sinais de que não cumprirá acordo sobre Donbass

© AP Photo / Irina GorbasevaTanques ucranianos na região de Donbass
Tanques ucranianos na região de Donbass - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-ministro da Ucrânia para assuntos dos territórios ocupados, George Tuka, declarou que não haverá uma retirada imediata de suas forças da linha de contato em Donbass.

Tanques ucranianos na região de Donbass - Sputnik Brasil
Grupo de Contato para a Ucrânia assina acordo sobre retirada de forças de Donbass
O grupo de contato para situação na Ucrânia assinou em 21 de setembro um acordo sobre a retirada de forças e recursos das partes do conflito em Donbass. 

A dispersão de forças estava prevista para começar em assentamentos das regiões de Donetsk e Lugansk. As autoridades da autoproclamada República Popular de Donetsk informou que a retirada de forças do conflito no assentamento de Petrovsky estava marcada para começar no 1° de outubro às 11h (horário local).    

"A Missão Especial de Monitoramento da OSCE está observando a situação. Não terá nenhuma retirada de tropas imediata, como temiam as pessoas", escreveu Tuka em sua página do Facebook

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала