Rússia e China abrem novo corredor de mercadorias através de Mongólia até 2017

© AP Photo / Carlos BarriaPresidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente da China, Xi Jinping, em maio de 2014
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente da China, Xi Jinping, em maio de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia e a China planejam abrir um novo corredor de trânsito de mercadorias através da Mongólia até o fim do ano, disse o chefe da Agência de Transporte de Automóveis do Ministério dos Transportes da Rússia, Aleksei Dvoinykh.

Fumaça sobre Aleppo após violentos confrontos entre rebeldes e forças governamentais, Síria, 18 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
'EUA querem tomar controle sobre Rússia e China devido a terem medo deles'
O volume do comércio bilateral ente a Rússia e a China está crescendo rapidamente, e os transportadores russos receberão grandes benefícios usando deste corredor que vai reduzir a distância entre Rússia ocidental e sul da China em 1.000 km.

"A assinatura do acordo está planejada para o início de dezembro deste ano. <…> De acordo com estimações preliminares, o fluxo de mercadorias vai aumentar 17-20% por causa da alteração do movimento do transporte. Mais tarde é esperado um crescimento 10% por ano em uníssono com o crescimento anual das trocas comerciais entre Rússia e China", disse Dvoinykh ao jornal Izvestia.

Agora o tráfego entre os dois países está restringido às regiões fronteiriças e só pode ser realizado via rotas internacionais.

Sukhoi PAK FA T-50 - Sputnik Brasil
WSJ: Rússia e China desafiam supremacia aérea militar dos EUA
O novo acordo permitirá aos transportadores de cargas russas chegarem até Pequim e à cidade portuária de Tianjin, em vez de transportar as mercadorias para a cidade fronteira mais próxima, como o fazem atualmente, disse Dvoinykh.

A nova rota será estabelecida entre a cidade siberiana de Ulan-Ude, irá atravessar a capital da Mongólia Ulan Bator e terminará em Pequim.

Lembramos que, no início deste mês, o ministro dos Transportes da Rússia Maksim Sokolov disse que o projeto da ponte através do rio Amur, que ligará a Rússia e a China, será concluído em 2018.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала