Índia manda recado implacável para o Paquistão 'desistir de sonhar'

© AFP 2022 / JEWEL SAMADSushma Swaraj, ministra das Relações Exteriores da Índia
Sushma Swaraj, ministra das Relações Exteriores da Índia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A ministra das Relações Exteriores da Índia, Sushma Swaraj, causou comoção em seu discurso na Assembleia Geral da ONU na segunda-feira (26), acusando o Paquistão de terrorismo e advertindo que a Índia não vai desistir do controle sobre o território disputado da Caxemira.

As tensões entre os rivais de longa data aumentaram recentemente, após um ataque a uma base do exército indiano na Caxemira que Nova Deli atribuiu a militantes baseados no Paquistão. 

"O Paquistão continua em negação. Ele persiste na crença de que tais ataques lhe permitirão obter o território que ele cobiça", disse, enfática, a chanceler indiana. 

"Meu firme conselho para o Paquistão é: abandone esse sonho. Deixe-me dizer de forma inequívoca que Jammu e Caxemira é uma parte integral da Índia e vai permanecer assim para sempre", acrescentou Swaraj.

A região tem sido disputada entre a Índia e o Paquistão desde o fim do domínio britânico em 1947. Ambos os países reivindicam o território himalaio em sua totalidade, e já travaram duas guerras por ele.

Abaixo, a íntegra do discurso da ministra indiana (em inglês):

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала