Um ano depois: 'operação russa foi o salvamento da Síria'

© Sputnik / Alexander Astafyev / Abrir o banco de imagensCaça russo na base aérea de Hmeymim, na Síria
Caça russo na base aérea de Hmeymim, na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Síria já teria ficado nas mãos do Daesh se a Rússia não tivesse vindo em seu socorro, disse o líder de grupo de oposição síria.

Parte velha da cidade de Aleppo, Síria, setembro de 2016 - Sputnik Brasil
'Agora tudo depende da Rússia, Irã e Síria'
A operação russa na Síria, que dura já há quase um ano, ajudou o país a sobreviver e permanecer unido, sem ter caído nas mãos dos terroristas, disse à Sputnik na terça-feira (27) Qadri Jamil, líder da plataforma de oposição Moscou-Cairo-Astana.

"O papel da Rússia tem sido decisivo. Preveniu que o país se desintegrasse. Estávamos perto de cair nas mãos do Daesh. Foi um passo histórico", disse Jamil.

Porta-voz da Casa Branca Josh Earnest - Sputnik Brasil
EUA impõem termos à Rússia para firmar novos acordos sobre Síria
A Rússia lançou uma operação aérea contra as posições terroristas na Síria em 30 de setembro de 2015 a pedido do presidente sírio Bashar Assad. Desde essa altura e até março de 2016 a aviação russa realizou mais de 9 mil missões contra o grupo terrorista proibido na Rússia, apoiando Damasco em ofensivas em regiões-chave do país.

"Não haveria Estado sírio [sem o envolvimento russo]… E a Rússia teria enfrentado problemas porque a Síria se teria tornado em uma base dos terroristas. Este ano [do envolvimento russo] foi muito positivo. Esperamos que este envolvimento termine com uma plena vitória sobre o terrorismo", acrescentou Jamil.

Em março, o presidente russo Vladimir Putin tomou a decisão de retirar a maior parte das forças russas depois de terem completado suas missões na Síria. Ao mesmo tempo, a Rússia não abandonou as suas obrigações de fornecer ao governo sírio armas e equipamento militar e treinar especialistas militares. A base área de Hmeymim, bem como instalações navais do porto de Tartus, continuam operacionais, enquanto os sistemas de defesa antiaérea protegem os militares russos na Síria, um país que continua mergulhado na guerra.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала