Rússia denuncia violações de direitos humanos de Kiev em Donbass

© REUTERS / Gleb GaranichUma criança junto ao edifício danificado, Donbass
Uma criança junto ao edifício danificado, Donbass - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia espera que os seus parceiros na resolução da situação na Ucrânia prestem mais atenção às informações da missão da ONU sobre as violações dos direitos humanos em Donbass, e que exerçam pressão necessária sobre Kiev, disse a assessora da Missão Permanente da Rússia junto à ONU em Genebra, Natalia Zolotova.

Militares ucranianos junto a um morteiro na aldeia de Peski, região de Donbass - Sputnik Brasil
Militares ucranianos perdem morteiros soviéticos em Donbass
"Esperamos também que nossos parceiros deixem de ignorar de maneira intencional as informações da missão da ONU sobre a violação dos direitos humanos na Ucrânia, e que exerçam pressão necessária", disse Zolotova, ao discursar durante a 33ª reunião do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Ela acrescentou que Moscou insta Kiev a implementar as recomendações elaboradas pela missão da ONU na Ucrânia.

Zolotova manifestou a preocupação de Moscou com as mais recentes informações da ONU sobre o número crescente de vítimas civis.

De acordo com informações da Rússia, a população civil das repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lugansk é a mais afetada por bombardeios indiscriminados, realizados por militares ucranianos.

Além disso, Zolotova denunciou casos de tortura, violência, detenção e maus tratos contra cidadãos das repúblicas autoproclamadas, coordenados pelos serviços de segurança ucranianos.

Em abril de 2014, Kiev iniciou uma operação militar contra as províncias de Donetsk e de Lugansk, que proclamaram independência, após um golpe de estado na Ucrânia, realizado em fevereiro do mesmo ano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала