Clinton e Trump mediram forças durante o primeiro debate presidencial

© Evan VucciRepublican presidential candidate Donald Trump, left, stands with Democratic presidential candidate Hillary Clinton before the first presidential debate at Hofstra University, Monday, Sept. 26, 2016, in Hempstead, N.Y.
Republican presidential candidate Donald Trump, left, stands with Democratic presidential candidate Hillary Clinton before the first presidential debate at Hofstra University, Monday, Sept. 26, 2016, in Hempstead, N.Y. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A candidata democrata, Hillary Clinton, e o republicano, Donald Trump, realizaram na noite desta segunda-feira o primeiro dos três debates antes das eleições presidenciais norte-americanas, que abordou questões econômicas, segurança interna e política externa.

Candidatos à presidência norte-americana Hillary Clinton do Partido Democrata e Donald Trump do Partido Republicano (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Trump e Clinton realizam o seu primeiro debate
“Este é o tempo dos candidatos e do público americano", disse o moderador Lester Holt, apresentador do programa "Nightly News", da emissora NBC, ao iniciar o debate. Os dois candidatos intercalaram ataques mútuos e apresentaram suas propostas.

O primeiro tema da noite foi sobre a situação econômica nos EUA. O candidato republicano aproveitou a oportunidade para atacar Clinton, afirmando que a candidata democrata pretende aumentar os impostos, enquanto a proposta dele é de reduzir.

"Eu vou cortar impostos e você quer aumentar ", disse Trump para Clinton.

O candidato republicano disse que os Estados Unidos devem "colocar os freios em países que estão roubando” os trabalhos dos americanos e, como fez depois em várias ocasiões durante o debate, acusou Clinton se comportar “como os políticos”, que não agem mas sempre são “cheios de promessas”.

A ex-secretário de Estado, por sua vez, disse que, no caso de chegar à Casa Branca, irá "mover a economia de novo" e continuar o "progresso" que foi alcançado.

"A última coisa que queremos fazer é voltar para a política (econômica) que nos falhou", disse ele.

Hillary Clinton e Donald Trump - Sputnik Brasil
Pesquisa mostra Trump 2% à frente de Hillary Clinton
LEI E ORDEM

A segunda parte do debate foi dedicada à situação de afro-americanos, especialmente aos assassinatos de cidadãos negros por parte de policiais, que resultaram em motins e confrontos com a polícia.

A este respeito, Trump enfatizou que os Estados Unidos devem "restabelecer a ordem" e disse que a polícia está com "medo" de agir.

CORREIOS

Como esperado, o candidato republicano não deixou de citar o uso de provedor pessoal de e-mails por Clinton durante o seu trabalho no cargo de Secretária de Estado.

"Os e-mails foram um erro e eu assumo a responsabilidade", disse Clinton, referindo-se ao uso de sua conta de e-mail pessoal para enviar documentos secretos.

Trump, no entanto, rebateu e disse que este não foi um erro, mas uma "desgraça".

"Não foi um erro, foi uma desgraça e todo o país pensa que foi uma desgraça", disse Trump.

O tema dos e-mails foi usado pelo candidato republicano quando Clinton tentou encurralar seu adversário questionando sobre sua recusa em apresentar sua declaração de renda.

O empresário prometeu apresentar sua declaração de renda, quando a candidata democrata mostrar os e-mails que foram apagados.

Democratic presidential candidate Hillary Clinton speaks at Johnstown Wire Technologies in Johnstown, Pennsylvania, July 30, 2016. - Sputnik Brasil
FBI: Clinton deixou documentos secretos em hotel russo quando era secretária de Estado
DAESH

Outro destaque do debate foi o grupo terrorista Daesh. 

Trump acusou Clinton e o presidente Barack Obama de serem responsáveis pelo surgimento de Daesh.

"Daesh nasceu porque Obama e Clinton abandonaram o Iraque", disse Trump, acrescentando que por esta razão “o Oriente Médio está um desastre."

A candidata democrata questionou seu rival, por outro lado, por não ter "nenhum plano" para derrotar Daesh.

RÚSSIA

Rússia também foi objeto de debate. Clinton disse que Moscou “realizou ataques cibernéticos contra os Estados Unidos", referindo-se ao roubo do banco de dados do Comitê Nacional Democrata.

Além disso, criticou Trump por ter classificado o presidente russo, Vladimir Putin, de "fantástico".

O candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano, o bilionário Donald Trump - Sputnik Brasil
Historiador que previu resultado de diversas eleições nos EUA aposta em Trump
Trump, por sua vez, defendeu-se argumentando que não há nenhuma evidência de que estes ataques foram realizados pela Rússia.

"Nós não sabemos se foi a Rússia", disse ele.

O primeiro debate entre os candidatos foi realizado na na Universidade de Hofstra, em Nova York.

Os próximos dois debates serão realizados na Universidade de Washington, em Saint Louis, no dia 9 de Outubro, e na Universidade de Nevada, em Las Vegas, no dia 19 do mesmo mês.

As eleições presidenciais serão realizadas no dia 8 de novembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала