Presidente das Filipinas promete 'atravessar o Rubicão' dos EUA para a Rússia e a China

© REUTERSPrisidente das Filipinas Rodrigo Duterte discursando
Prisidente das Filipinas Rodrigo Duterte discursando - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse nesta segunda-feira (26) que decidiu "atravessar o Rubicão" em seus laços com os EUA a fim de expandir alianças comerciais e oferecer arrendamentos de terra de longo prazo para "o outro lado da barreira ideológica", a saber, para a China e a Rússia.

Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas - Sputnik Brasil
'Que se f***': quem irritou o presidente das Filipinas desta vez?
Duterte, que por suas declarações polêmicas já foi chamado de “Donald Trump do Pacífico”, disse que "não está realmente" quebrando os laços com os EUA, aliado de longa data de seu país, mas que vai abrir todos os setores de negócios e comércio para a China e a Rússia. Os dois países, segundo Duterte, poderão inclusive arrendar terras nas Filipinas por até 120 anos. 

Duterte disse ainda que vai viajar para a China em breve para conversar com o presidente Xi Jinping, e depois para o Japão e a Rússia. Ele tem mantido uma relação conturbada com os EUA, que criticaram abertamente a sangrenta guerra às drogas que o governo filipino tem empreendido no país, em uma campanha de repressão que já matou mais de 3.000 pessoas.

A referência à “travessia do Rubicão” remete a um acontecimento histórico ocorrido em 11 de janeiro do ano 49 a.C., quando Júlio César decidiu atravessar o rio Rubicão com seu exército, violando a lei do Senado que determinava o licenciamento das tropas toda vez que o general romano entrasse na Itália pelo norte.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала