Com Le Pen, França reconhecerá Crimeia como parte da Rússia

Nos siga noTelegram
A líder do partido opositor francês Frente Nacional, Marine Le Pen, declarou à agência RIA Novosti que se for eleita presidente da França reconhecerá a Crimeia como parte do território russo.

"Levando em conta as realidades históricas, e também a escolha claramente expressa durante o referendo sobre a reintegração, no caso de ser eleita reconhecerei a Crimeia como território russo", observou. 

Segundo a política francesa, "as sanções europeias, o bloqueio, e inclusive a recusa de fornecer o porta-helicópteros da classe Mistral à Rússia não só vai contra os interesses da França, mas também violam as nossas tradições de séculos como potência, que não se dobra para os outros".    

European Union High Representative for Foreign Affairs and Security Policy Federica Mogherini arrives for an EU foreign ministers meeting at the EU Council building in Brussels on Monday, Nov. 16, 2015 - Sputnik Brasil
Mogherini: UE não reconhece eleições russas na Crimeia
Le Pen acrescentou que as relações entre a Rússia e a França são importantes em um mundo multipolar e necessárias para encontrar uma solução para a crise internacional.

A Crimeia foi reintegrada à Rússia em março de 2014 após um referendo em que uma esmagadora maioria de 96% aprovou esta decisão. 

Em fevereiro 2016, Marine Le Pen anunciou sua decisão de concorrer à presidência da França em 2017. O primeiro turno das eleições está marcado para 23 de abril. 

De acordo com especialistas, os principais candidatos à presidência francesa são o ex-presidente Nicolas Sarkozy e o ex-primeiro-ministro Alain Juppé.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала