Putin: 'Não deviam ter destruído a URSS'

© Sputnik / Konstantin Chalabov / Abrir o banco de imagensMemorial soviético no território do centro internacional para crianças Artek na Crimeia, URSS (foto de arquivo)
Memorial soviético no território do centro internacional para crianças Artek na Crimeia, URSS (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente russo Vladimir Putin disse que a desintegração da União Soviética não era necessária e que o Partido Comunista promoveu ideias destruidoras para o país.

"Sabem que atitude tenho em relação ao colapso da União Soviética. Ele não era necessário. Era possível ter realizado reformas, inclusive democráticas, sem isso [o colapso]", disse Putin no encontro com os líderes dos principais partidos políticos.

Homem com a bandeira da União Soviética na praça no centro de Moscou, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'Ocidente não queria colapso da União Soviética'
Ao mesmo tempo, o líder russo afirmou que foi o Partido Comunista que contribuiu para a destruição do país.

"Mas quero recordar que a nossa Pátria, a URSS, era liderada pelo Partido Comunista. Não era [liderada] por outro partido qualquer que promovesse ideias de nacionalismo ou outras ideias desastrosas, destruidoras para qualquer país", declarou o presidente russo.

O colapso da União Soviética ocorreu em 1991. Em resultado no território da antiga URSS formaram-se 15 países independentes que se juntaram posteriormente na Comunidades de Estados Independentes (CIS, na sigla inglesa). As razões do colapso são inúmeras, inclusive uma profunda crise política, econômica e social que se registrava no país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала