Rússia e China realizam exercícios de defesa aérea e antissubmarino (VÍDEO)

© AP Photo / Pu HaiyangChina realiza exercícios militares no Mar da China Meridional
China realiza exercícios militares no Mar da China Meridional - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
No sábado (17), as forças navais russas e chinesas realizaram exercícios conjuntos de defesa aérea e antissubmarino no mar do Sul da China, perto província de Guangdong, como parte de um jogo de guerra naval de oito dias, o Interação Naval-2016, o maior exercício militar naval já realizado entre os dois países.

 

Exercícios conjuntos no mar do Sul da China - Sputnik Brasil
Rússia e China realizam exercícios conjuntos no mar do Sul da China
As manobras contaram com a participação de vários navios de guerra, incluindo um destroyer de mísseis, navios antissubmarino e submarinos convencionais, e também com alguns helicópteros que sobrevoaram as operações. 

Um oficial sênior disse à agência de notícias Xinhua que os exercícios foram realizados no quadro de um "cenário de combate real." O funcionário disse ainda que o objetivo das manobras foi cumprido com sucesso.

Os jogos de guerra navais em grande escala acontecem em meio a um aumento das tensões entre a China e o Ocidente a respeito do disputado Mar do Sul da China, e na sequência de uma resolução do tribunal de Haia contrária às reivindicações históricas de Pequim sobre a região.

O porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang fala durante uma coletiva de imprensa em Pequim, em 13 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
China se recusa a aceitar decisão do Tribunal de Haia sobre mar do Sul da China
A China rapidamente denunciou a decisão como ilegítima, citando o fato de que as Filipinas procuraram a arbitragem unilateral a mando dos Estados Unidos.

Os exercícios navais russo-chineses, que foram planejados com vários meses de antecedência, coincidem com os exercícios navais "Liberdade de Navegação", realizados pelos EUA e pelo Japão no Mar do Sul da China. A situação se tornou um ponto de discórdia para a China, que advertiu o Japão de que a participação em exercícios militares marítimos em águas disputadas com os Estados Unidos representava o cruzamento de uma linha vermelha sobre a qual o Japão poderia sofrer consequências.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала