Força Aérea dos EUA deixa de utilizar caças F-35 devido a defeitos de fabricação

Nos siga noTelegram
A Força Aérea norte-americana suspendeu a utilização de 10 caças F-35 de quinta geração por causa de alguns defeitos de fabrico, comunica o canal de televisão CNN.

Analista: F-35 não poderá ultrapassar Su-35 'nem em um milhão de anos'
A decisão de suspensão temporária de utilização foi tomada um mês depois de ter sido anunciado que os caças estavam "prontos para combater". 

Segundo o CNN, a causa terá a ver com o "material isolante do sistema de esfriamento dos reservatórios de combustível, que está se deteriorando". 

Os EUA classificaram a medida tomada como "suspensão temporária de voos". 

No total foram registrados defeitos em 57 caças. Só 15 deles entraram no serviço e só dez foram declarados completamente operacionais. 

F-35 fabricado pela Lockheed Martin - Sputnik Brasil
Defesa antiaérea russa e F-35 dos EUA: quem vence quem e quando?
O Pentágono planeja gastar até 400 milhões de dólares na compra de 2.500 caças F-35 nos próximos anos. Em 2017 deverão ser adquiridos 63 caças aparelhos. 

O programa de desenvolvimento do caça Lockheed Martin F-35 Lightning II já custou cerca de 8 mil milhões de dólares e foi reconhecido como o programa de desenvolvimento de equipamentos mais dispendioso dos EUA.

​Entretanto, os desenvolvedores enfrentaram muitas dificuldades, visto que foi gasto mais dinheiro do que fora inicialmente planejado e há atrasos de pelo menos sete anos na entrega dos caças.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала