Snowden responde às acusações do Congresso dos EUA

© AFP 2022 / FLORIAN DAVID / Abrir o banco de imagensConta do Twitter de Edward Snowden
Conta do Twitter de Edward Snowden - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-funcionário dos serviços secretos dos EUA Edward Snowden desmentiu algumas informações contidas no relatório do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes do Congresso norte-americano.

Bernie Sanders - Sputnik Brasil
Bernie Sanders sai em defesa de anistia para Edward Snowden
Na quinta-feira (15) o Comitê divulgou um resumo de quatro páginas do relatório sobre as atividades de Snowden, no qual é indicado que a maior parte dos dados desviados pelo ex-agente se refere a segredos militares e de defesa e não está relacionada com a vida privada dos norte-americanos. O documento destaca que Snowden prejudicou significativamente a segurança dos EUA.

Segundo os autores do relatório, Snowden mentiu quando afirmou que não passou a instrução militar inicial por causa de uma lesão nas pernas, embora se tratasse de simples dor de pernas. 

Além disso, no relatório, Snowden é acusado de falsificar as suas notas de desempenho profissional e de roubar as respostas de testes realizados pelo empregador.

"Afirmam que ‘falsifiquei notas de avaliação de desempenho profissional? É uma declaração surpreendente tendo em conta que informei que o sistema de avaliação anual de desempenho dos funcionários da Agência de Inteligência Central (CIA) era vulnerável a ataques de hackers", escreveu Snowden na sua página no Twitter.

O ex-funcionário da NSA Edward Snowden - Sputnik Brasil
Snowden participará de 'campanha do perdão' endereçada a Obama
Ao mesmo tempo, Snowden afirmou que, antes de deixar o exército, passou algumas semanas no centro de reabilitação e que andava de muletas.

"Com dor de pernas as pessoas não andam de muletas", escreveu Snowden no Twitter.

​Vale lembrar que em 2013 Snowden passou para os jornais The Washington Post e The Guardian um leque de documentos secretos sobre programas de vigilância dos serviços secretos dos EUA e do Reino Unido através da Internet. Partiu para Hong Kong e depois viajou para Moscou, onde passou algum tempo no aeroporto.

A Rússia concedeu a Snowden asilo temporário sob a condição de parar as suas atividades contra os EUA. Em 1 de agosto de 2014 obteve autorização de residência na Rússia por três anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала