- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Saúde libera R$ 1 bi para melhorar atendimento em UPAs, santas casas e compra de remédios

© Marcos Corrêa/PRMichel Temer durante cerimônia de anúncio de novas ações de gestão para a melhoria da saúde pública
Michel Temer durante cerimônia de anúncio de novas ações de gestão para a melhoria da saúde pública - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (14) a liberação de R$ 1 bilhão que serão redistribuídos e usados no custeio de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), e na oferta novos serviços nas santas casas e nos hospitais filantrópicos do país, além de investimento na compra de medicamentos e em tecnologias mais modernas no setor.

Segundo o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, o valor é resultado da revisão de contratos e economia com aluguéis e outros serviços.

"Extinguimos 335 cargos comissionados de livre nomeação, mais outros cargos, que são de funções gratificadas. Nós economizamos R$ 50 milhões em renegociações de contratos, reduzimos contratos na área de informática, utilizando softwares do Portal de Software Público e deixando de desenvolver os mesmos que já estavam desenvolvidos, R$ 80 milhões por ano. E fizemos um esforço maior na renegociação de preços nos laboratórios. Na medida em que os laboratórios percebem que o governo está cumprindo os seus compromissos, pagando em dia, podem vender mais barato, não embutem no preço um eventual atraso no recebimento."

Presidente Michel Temer durante reunião do conselho do PPI - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Temer anuncia PPI com pacote de concessões e privatização de projetos de infraestrutura
Com os recursos, vão ser investidos R$ 182 MILHÕES por ano em 99 Upas, que estavam funcionando sem verba do governo federal. R$ 227 milhões vão ser aplicados no incentivo à produção nacional de vacina contra meningite. Já R$ 222 milhões vão ser usados na compra de  7,5 a mais de medicamentos. 216 Santas Casas e entidades filantrópicas de saúde vão receber R$ 372 milhões por ano, para apresentar 1400 novos serviços de saúde.

Em tempos de crise na saúde em vários estados brasileiros, o presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas, Edson Rogatti, destacou em discurso que a verba vai abrir caminho para dar continuidade ao atendimento da população.

"Essa liberação será capaz de nos dar um fôlego, para que possamos manter o atendimento à população."

Lembrando que o governo federal já tinha desbloqueado mais de R$ 6 bilhões para o Sistema Único de Saúde (SUS), o presidente Michel Temer ressaltou em discurso que para garantir o atendimento à população é preciso ter responsabilidade com os gastos públicos.

"Sem uma política fiscal responsável a saúde não tem  viabilidade financeira. Esse é o nosso compromisso, assegurar mais recursos  a serem aplicados em uma gestão mais eficiente. E assegurar uma gestão mais eficiente, que gerará mais recursos. Um ciclo virtuoso que une a responsabilidade no uso de bens público e uma saúde pública de maior qualidade."

Temer ainda falou sobre as metas de orçamento para 2017. De acordo com o governo, a proposta  já leva em consideração o teto para os gastos públicos. O presidente destacou, que o Poder Executivo aumentou a previsão de recursos para a saúde acima do mínimo constitucional, e para o ano que vem a proposta de orçamento prevê R$ 115 bilhões para o setor da saúde, R$ 1,7 bilhões a mais do que o piso definido na Constituição.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала