Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Exército ucraniano vai receber sistemas de mísseis Grom-2, análogos do Iskander russo

© Sputnik / Igor Russak / Abrir o banco de imagensLançador múltiplo de foguetes BM-21 "Grad"
Lançador múltiplo de foguetes BM-21 Grad - Sputnik Brasil
Nos siga no
Em 2017, o exército ucraniano poderá receber novos complexos de mísseis Grom-2, que substituirão os sistemas soviéticos Tochka-U e são análogos do complexo russo Iskander, informa o site Liga.net citando suas fontes.

Em abril, foi divulgado que a Ucrânia trabalha na criação do novo míssil tático por ordem do Ministério da Defesa do país. Quase 300 empresas ucranianas trabalham para substituir as importações de componentes para o complexo industrial-militar que antes eram fornecidos à Ucrânia pela Rússia.

Secretário da Defesa dos EUA Ashton Carter e o Ministro da Defesa da Ucrânia Stepan Poltorak - Sputnik Brasil
Ucrânia e EUA firmam acordo de cooperação militar
Segundo a edição, uma das dificuldades enfrentadas por Kiev, devido ao conflito em Donbass, é o número bem limitado de mísseis para os sistemas de lançamento múltiplo de foguetes e complexos Tochka-U, sendo que mísseis para esses sistemas são fabricados apenas na Rússia. Durante dois anos de conflito, Kiev usou as reservas que restaram após o colapso da URSS e que não foram vendidos ou reciclados posteriormente.

"Sem sua própria produção a Ucrânia não pode criar Forças Armadas eficientes. Para resolver o problema, foi decidido acelerar a execução de dois projetos de mísseis. Segundo foi dito, um deles trata da produção em série de mísseis para os sistemas Grad, Uragan e Smerch. A Ucrânia possui bastantes capacidades e recursos para sua fabricação", informa a edição.

Anders Fogh Rasmussen, ex-secretário-geral da OTAN e atual conselheiro do presidente da Ucrânia - Sputnik Brasil
Ex-secretário-geral da OTAN acredita que países ocidentais vão fornecer armas à Ucrânia
O segundo projeto é o Grom-2, que na realidade é muito parecido ao Iskander russo. O novo sistema está sendo desenvolvido para poder destruir alvos à distância de 450 quilômetros. O Grom-2 vai substituir o Tochka-U.

Em abril de 2014, Kiev lançou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para reprimir os focos de contestação ao golpe de Estado ocorrido na Ucrânia em fevereiro daquele ano.

Atualmente o território de Donbass, que inclui as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, vive em regime de cessar-fogo, mas as partes do conflito armado declaram que há violações constantes da trégua.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала