Kremlin nega acusações da Agência Mundial Antidoping sobre ataque hacker

© Sputnik / Natalya Selivyorstova / Abrir o banco de imagensTorres do Kremlin de Moscou, agosto de 2016
Torres do Kremlin de Moscou, agosto de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, negou nesta terça-feira (13) o envolvimento da Rússia com os hackers que atacaram o banco de dados da Agência Mundial Antidoping (WADA) e publicaram os registros médicos de atletas norte-americanos.

No começo do dia, o grupo de hackers Fancy Bear vazou documentos da WADA, alegando que a agência permitiu que as jogadoras de tênis norte-americanas Serena e Venus Williams, bem como a ginasta Simone Biles, tomassem substâncias proibidas em várias ocasiões para fins terapêuticos. 

A WADA, por sua vez, disse que tinha recebido informações de autoridades da lei afirmando que a Rússia estaria por trás do ataque cibernético.

"Pode ser definitivamente afirmado que qualquer envolvimento da Moscou oficial, do governo de Moscou, ou de quaisquer serviços russos em tais ações está fora de questão", disse Peskov em entrevista coletiva.

O porta-voz acrescentou ainda que tais alegações infundadas desacreditam qualquer organização.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала