Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Bolívia espera que Vladimir Putin inaugure centro nuclear

© Sputnik / Sergei Mamontov / Abrir o banco de imagensCorporação russa de tecnologia nuclear 'Rosatom'
Corporação russa de tecnologia nuclear 'Rosatom' - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Governo da Bolívia espera que o presidente russo, Vladimir Putin, visite o país para inaugurar o Centro de Investigação e Desenvolvimento Nuclear, que começará a operar em 2019, disse nesta segunda-feira o diretor da Agência Boliviana de Energia Nuclear (ABEN), Silverio Chavez, em entrevista à Sputnik.

"Está acordada uma visita do presidente Vladimir Putin à Bolívia em 2017, mas que bom seria se o presidente Putin pudesse vir também para a inauguração do centro de pesquisa nuclear", disse Chávez.

Escudo de Bolivia en el Palacio de Gobierno - Sputnik Brasil
Construção de centro nuclear na Bolívia começará no fim de julho
A empresa russa Rosatom deve conclur em 2019 a construção do centro nuclear no 8º distrito da cidade de El Alto, a 20 km a oeste de La Paz, segundo os contratos de engenharia firmados em Moscou em julho passado.

"Isso é o que foi acordado com Rosatom, e o presidente Evo Morales pediu ao presidente Vladimir Putin que o centro seja uma referência de pesquisas na América Latina", disse o diretor da ABEN.

Nesta segunda-feira, em La Paz, começou uma rodada de reuniões entre técnicos da ABEN, o Instituto Boliviano de Tecnologia Nuclear, os Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Rural e do Campo com representantes da Rosatom.

O governo boliviano espera começar a construção antes de dezembro, após a conclusão dos estudos e da adequação âs especificações da Agência Internacional da Energia Atómica e das autoridades reguladoras dos dois países.

"Este é um projeto encomendado pelo nosso presidente Morales em resposta às necessidades do nosso contexto boliviano", acrescentou o diretor da ABEN.

O centro vai realizar pesquisas na área de medicina nuclear, inclusive para o tratamento de câncer, de segurança alimentar e de energia atómica.

O governo boliviano prevê um investimento de 300 milhões de dólares.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала