- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Senado aprova a redução de ministérios, de 39 para 24

© Ana Volpe/Agência SenadoSenado Federal
Senado Federal - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Sob obstrução dos senadores contrários ao impeachment de Dilma Rousseff, o plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (8) a MP 726, que trata da reforma administrativa do governo, e que tinha prazo para ser votada até hoje, informou Agência Brasil.

Presidente interino, Michel Temer, (Esq/dir) Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Toffoli diz que investigados na Lava-Jato podem assumir ministérios de Temer
Os senadores petistas e a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) tentaram barrar a votação da medida e, assim, provocar sua perda de validade por decurso de prazo, mas a base aliada do governo Temer conseguiu manter o quórum e garantir a votação.

A proposta transforma, incorpora, cria e extingue ministérios, que passaram a ser 24. A MP 728, que também trata da reforma administrativa e foi editada 15 dias depois da MP 726, recriou o Ministério da Cultura, após críticas, protestos de representantes do setor cultural e recusas de vários indicados para assumir a titularidade da pasta, que havia sido extinta e transformada em uma secretaria do Ministério da Educação.

Senadores dilmistas se queixaram que a MP extinguiu diversos ministérios criados nos governos petistas, especialmente os ligados às áreas sociais como as secretarias especiais dos Direitos Humanos, de Políticas para as Mulheres e da Igualdade Racial. Segundo eles, isso é uma demonstração de que as políticas tocadas por esses ministérios também serão extintas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала