Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Comitê Paralímpico Internacional revoga credencial de pessoa com bandeira russa nos Jogos

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensPhilipp Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional, com Michel e Marcela Temer durante a cerimônia de abertura dos Jogos de 2016 no Maracanã
Philipp Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional, com Michel e Marcela Temer durante a cerimônia de abertura dos Jogos de 2016 no Maracanã - Sputnik Brasil
Nos siga no
A credencial de Andrei Fomochkin, que mostrou a bandeira russa a todo o mundo, foi anulada.

A informação foi divulgada pelo diretor de Comunicação do Comitê Paralímpico Internacional, Craig Spence, através do seu Twitter.

"O IPC [sigla em inglês do Comitê] cancelou a credencial do indivíduo que carregou a bandeira russa como parte da delegação bielorrussa na cerimônia olímpica", disse Spence.

​Trata-se de Andrei Fomochkin, membro do Ministério do Esporte e Turismo da Bielorrússia e ex-atleta olímpico. Ele conseguiu desfilar com a bandeira durante uma parte do trajeto antes de ser retirado do Maracanã por seguranças e detido.

O IPC comunicou à Sputnik, através da sua assessoria de imprensa: "No que toca a nós, o assunto está encerrado".

Por sua vez, a Secretaria Geral do Comitê Paralímpico da Bielorrússia informou à Sputnik que não vai fazer declarações públicas sobre o assunto.

A decisão de mostrar a bandeira russa na cerimônia de abertura foi tomada pelas autoridades bielorrussas juntamente com a seleção nacional em sinal de apoio ao país vizinho, cuja seleção paralímpica foi proibida de participar dos Jogos por decreto do IPC.

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensAndrei Fomochkin, da delegação bielorrussa nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, desfila com a bandeira russa em 7 de setembro de 2016
Andrei Fomochkin, da delegação bielorrussa nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, desfila com a bandeira russa em 7 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Andrei Fomochkin, da delegação bielorrussa nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, desfila com a bandeira russa em 7 de setembro de 2016

A proibição do IPC tem que ver com o suposto "sistema estatal de doping" que alegadamente existe na Rússia. Apesar dos protestos e duras críticas, inclusive por parte de esportistas de outras seleções, O IPC manteve a proibição, baseada em um relatório de uma comissão independente da WADA, Agência Mundial Antidoping.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала