Observatório Hubble captura imagens da 'ostra' e 'pérola' espaciais

© NASA . ESA/Hubble & NASA; acknowledgement: M. Canale Imagem da Nubelosa Ostra NGC 1501 com uma pérola dentro tirada pelo observatório Hubble
Imagem da Nubelosa Ostra  NGC 1501 com uma pérola dentro tirada pelo observatório Hubble - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O observatório orbital Hubble recebeu imagens da bela Nebulosa Ostra (NGC 1501), nuvem parecida a uma ostra gigante dentro da qual se esconde uma estrela-pérola, informa o site da Agência Espacial Europeia.

As imagens foram tiradas com uma Câmera Planetária de Ângulo Amplo, WFPC2.

A nuvem planetária NGC 1501 se encontra na constelação de Camelopardalis, à distância de cinco mil anos-luz da Terra.

O Sol e algumas estrelas de pequeno tamanho acabam sua vida não por meio de uma explosão potente, mas através de uma agonia prolongada, onde na sequência aparece um fantasma gigante.

Alpha Centauri - Sputnik Brasil
Hubble recebeu fotos mais nítidas de Alpha Centauri
Tais nebulosidades são breves e desaparecem em 10 mil anos por conta de dispersão de gás quente. Finalmente, no lugar da estrela, aparece uma nova. É por isso que tal fenômeno causa bastante interesse entre pesquisadores.

A "pérola" dentro da nebulosa NGC 1501 entrou em uma de seus últimas etapas de existência, quando ela se torna instável, ocorrendo explosões periodicamente. No caso da estrela na nebulosa NGC 1501, o brilho altera tão rapidamente que as mudanças são percebidas durante 30 minutos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала