Mísseis norte-coreanos caem perto de ilha japonesa

© AFP 2022 / JUNG YEON-JE Homem vê notícias na TV sul-coreana sobre o lançamento de míssil balístico norte-coreano no aeroporto de Incheon, Coreia do Sul, agosto de 2016 (foto de arquivo)
Homem vê notícias na TV sul-coreana sobre o lançamento de míssil balístico norte-coreano no aeroporto de Incheon, Coreia do Sul, agosto de 2016 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Todos os três mísseis balísticos lançados hoje pela Coreia do Norte voaram cerca de 1.000 quilômetros e teriam caído na zona econômica exclusiva do Japão, informou a agência Kyodo citando o Ministério da Defesa do Japão.

Na segunda-feira (5), a Coreia do Norte lançou três mísseis balísticos a partir de província setentrional de Hwanghae em direção do mar do Japão.

An underwater test-fire of strategic submarine ballistic missile is pictured in this undated photo released by North Korea's Korean Central News Agency (KCNA) in Pyongyang on April 24, 2016. - Sputnik Brasil
Coreia do Norte dispara três mísseis balísticos
Mais cedo a mídia comunicou que mísseis caíram na região da ilha japonesa de Hokkaido. A Direção para a Segurança Nacional do Japão confirmou que na segunda-feira (5) a Coreia do Norte realizou lançamentos de mísseis balísticos em direção do mar do Japão. O serviço de segurança no mar do Japão comunicou a todos os navios a necessidade de tomar medidas reforçadas de segurança e também pediu que, em caso de serem encontrados pedaços de mísseis, ninguém se aproximasse deles e informasse os especialistas. As autoridades do Japão disseram não disporem até o último momento de informações sobre danos causados a navios ou aeronaves pelos mísseis norte-coreanos. Um grupo especial do primeiro-ministro trata de recolha e análise de informações ligadas aos lançamentos de mísseis.

Segundo as últimas informações, um dos mísseis balísticos caiu no mar a 200-250 km a oeste da ilha de Okushiri, na prefeitura japonesa de Hokkaido.

O Japão já apresentou uma nota de protesto à Coreia do Norte relativamente ao disparo de três mísseis. O protesto foi entregue pelos canais diplomáticos através de Pequim.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала