Ministro da Energia: gasoduto Corrente do Sul está fora da agenda

© AFP 2022 / ANDREJ ISAKOVICPartes do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) no local onde foi iniciada a construção do gasoduto, Sérvia, 11 de julho de 2014
Partes do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) no local onde foi iniciada a construção do gasoduto, Sérvia, 11 de julho de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou neste momento não tem planos para reiniciar o projeto de gasoduto South Stream (Corrente do Sul), disse o ministro da Energia da Rússia Aleksandr Novak.

O Governo da Rússia não está considerando a possibilidade de construção de gasoduto debaixo do mar Negro via Bulgária, assegurou o Ministro.

"Não estamos discutindo esta questão com a Bulgária, não estamos trabalhando no projeto Corrente do Sul", disse Novak aos jornalistas durante o Fórum Econômico do Oriente.

Partes do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) no local onde foi iniciada a construção do gasoduto, Sérvia, 11 de julho de 2014 - Sputnik Brasil
Putin fala sobre o futuro do gasoduto South Stream
O objetivo do gasoduto South Stream é fornecer gás natural russo através da Bulgária, Sérvia, Hungria e Eslovênia à Itália e à Áustria, contornando a Ucrânia. Vale lembrar que a Comissão Europeia se opôs à implementação do South Stream, pois o projeto entra em contradição com o terceiro pacote energético da UE, que proíbe a empresa proprietária do gás de operar o gasoduto. Como consequência, no dia 1 de dezembro de 2014, o presidente Vladimir Putin anunciou que a Rússia renunciaria à execução do projeto.

Porém, em junho Putin informou que a Rússia não iria abandonar o South Stream e estaria aguardando a decisão da Comissão Europeia sobre o assunto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала