'Militares norte-americanos têm que aprender com os russos'

© Sputnik / Dmitry Vinogradov / Abrir o banco de imagensMilitares russos na base aérea em Hmeymim, na Síria
Militares russos na base aérea em Hmeymim, na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Exército russo em operação realizada na Síria demostrou sua eficiência. Os soldados americanos, que costumam apenas combater os rebeldes no Oriente Médio, têm o que aprender como os russos, acreditam funcionários militares americanos.

Membros da delegação de Damasco nas negociações sobre paz na Síria após encontro com o enviado especial da ONU para Síria Staffan de Mistura. Genebra, 18 de abril de 2016 - Sputnik Brasil
Oposição síria acusa EUA de tentar desacreditar Damasco
Em primeiro lugar, segundo Eric Fanning, ministro do exército americano, tem-se que modernizar os meios cibernéticos de combate e radio eletrônicos. Entretanto, escreve Defense One, a tarefa principal do exército americano é contar com meios de comunicação e tecnologia eletrônica parecidos com os do exército da Rússia.

"Ao longo dos últimos anos estamos observando as ações da Rússia, inclusive na Síria, e ficamos sabendo que Moscou usa possivelmente uma variedade de recursos no campo de batalha. Reparamos uma combinação de veículos aéreos não tripulados, ataques cibernéticos e eficiência avançada na realização da luta eletrônica", disse Fanning.

Para chegar a este nível, o ministro do exército americano anunciou a criação de um novo departamento, chamado de Reação rápida, cujo objetivo principal será a solução de problemas de habilidades desiguais atuais, enfrentados pelo comando americano nos locais de combate.

Efetivos da Marinha russo durante a celebração do  aniversário da Frota do mar Negro em Savastopol - Sputnik Brasil
Rússia mobiliza mais de 25 navios de guerra em verificação súbita das Forças Armadas
"Nossos adversários estão constantemente se modernizando, e em alguns casos, os nossos recursos são insuficientes para preservação e manutenção do nível atual. É extremamente importante ser capaz de desenvolver tecnologias já existentes e as novas, que vão dar apoio aos conflitos de hoje e de amanhã", expressou sua opinião o major-general Walter Piatt que comandará o novo departamento Reação rápida.

O ex-embaixador dos EUA na Ucrânia afirmou que os militares norte-americanos precisam aprender de novo a coordenar operações militares de grande escala, que são diferentes das operações de confronto contra rebeldes no Oriente Médio.

"Sendo assim, eu acho que militares norte-americanos têm que aprender com os russos", disse Steven Pifer.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала