França corre risco de perder a possilibilidade de organizar as Olimpíadas 2024

© Virginie BouyerTenista paralímpico da França, Michaël Jeremiasz
Tenista paralímpico da França, Michaël Jeremiasz - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A candidatura da França como país anfitrião dos Jogos Olímpicos 2024 está em perigo, declara Mehrez Boussayene, presidente do Comitê Olímpico Nacional da Tunísia.

Alexander Zhukov, presidente do Comitê Olímpico Russo (ROC) - Sputnik Brasil
Comitê Olímpico russo destaca êxito de seus atletas na Rio 2016
Entrevistado pela agência de notícias Sputnik França, Mehrez Boussayene diz que a França pode perder o direito de organizar os JO 2024 devido à questão recém-surgida em relação ao burquíni.

"O que são os Jogos Olímpicos? É um encontro de todas as civilizações e culturas, e encontro é união, nascimento de algo novo. O modo como a França impõe suas regras e normas a todas as nações e religiões é inaceitável."

Como França se considera um país democrático que respeita a liberdade, é preciso respeitar o direito de qualquer um se vestir como quiser, assinala o presidente do Comitê Olímpico da Tunísia.

Diferenças culturais resolvidas à pedrada - Sputnik Brasil
Diferenças culturais resolvidas à pedrada
Apesar de ele próprio ser contra o burquíni, Mehrez Boussayene destaca que cada mulher tem a liberdade de usar o fato de banho que ela quiser.

Mesmo que a França se torne a anfitriã dos Jogos 2024, há risco de os países muçulmanos boicotarem a França, mas, como sublinha o presidente do Comitê Olímpico da Tunísia, não são apenas os muçulmanos que se apresentam a favor da liberdade de religião e da liberdade individual. Por isso, a França corre o risco de perder a possiblidade de organizar as Olimpíadas 2024.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала