Ex-agentes de inteligência ajudam políticos a ascender

Nos siga noTelegram
Os ex-espiões já não precisam se preocupar com a questão de arranjar emprego. Os seus conhecimentos são muito úteis na área de recolha de informações, informou o jornal português Diário de Notícias.

Sandy Phan-Gillis, empresária norte-americana de ascendência chinesa, presa em março de 2015 na China, foi acusada de espionagem em 30 de agosto, 2016 - Sputnik Brasil
O caso de espionagem que pode agravar ainda mais relações entre China e EUA
Pouco tempo atrás, em Portugal foi criada uma empresa que presta serviços de inteligência — Intellcorp. Segundo os dados do jornal, pelo menos três ex-espiões trabalham na empresa. Os seus potenciais clientes incluem políticos principiantes e os que já ganharam nome, bem como empresas que precisam de conhecimentos especiais para se prepararem para desafios do futuro.

O Diário de Notícias informou que, segundo um dos fundadores da empresa, David Santos, agora a empresa usa os contatos já estabelecidos para encontrar novos clientes, entre os quais já há alguns políticos e empresários portugueses, bem como estrangeiros.

David Santos disse que ex-espiões têm algumas vantagens em relação a outros colaboradores porque podem obter informações usando canais próprios sem recorrer a fontes abertas, o que é muito eficaz e e permite coletar informações de forma rápida.

Manifestação pró-Erdogan em Istambul - Sputnik Brasil
O que fazem os espiões turcos pelo mundo?
Ele acrescentou também que os serviços prestados pela empresa facilitam o caminho para os políticos porque ajudam a estabelecer contatos estratégicos e saber todo sobre um indivíduo concreto. Quanto aos empresários, as informações coletadas pela empresa permitem "suavizar os efeitos negativos da concorrência e saber as fraquezas de concorrentes".

Um dos especialistas questionados pelo jornal afirmou que o serviço é inovador e útil para os empresários porque permite saber tudo sobre a pessoa com a qual tem que se assinar um contrato ou estabelecer relações.

Outro especialista prestou a atenção ao fato de que tais atividades não possuem enquadramento legal e ameaçam a segurança nacional, porque ninguém sabe quais os segredos, contatos e fontes que o ex-espião utiliza no seu novo emprego.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала