Moscou: estamos satisfeitos com G20, não precisamos do G8

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensVista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Kremlin deu resposta às palavras do chanceler alemão Steinmeier sobre retorno da Rússia ao G8.

"Quanto ao G8, é importante frisar que Moscou se encontra absolutamente satisfeita por participar do G20, pois permite ter uma visão mais ampla das principais economias mundiais e as atividades atuais realizadas entre eles. Este grupo baseia-se no equilíbrio de poder e permite que a Rússia propague seu potencial neste grupo mais amplo", declarou o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.

O emblema do G8 - Sputnik Brasil
Chanceler alemão enumera condições para retorno da Rússia ao G8
Mais cedo, o ministro do Exterior alemão, Frank-Walter Steinmeier, disse que os participantes do G7 estão prontos para discutir com a Rússia sobre seu regresso ao G8 caso haja progresso nas negociações do Leste da Ucrânia e da Síria.

O G8, clube das economias mais desenvolvidas do mundo, era constituído por 8 países desde 1998, mas em 2014, por causa da reintegração da Crimeia à Rússia, os participantes do grupo decidiram não ir à cúpula, que seria realizada em Sochi, e se reuniram em Bruxelas, sem a Rússia. Atualmente, o G7 reúne a Alemanha, EUA, Canadá, Japão, França, Grã-Bretanha e Itália.

O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que Moscou não vai tomar medidas algumas para retornar ao G8. Segundo ele, os parceiros ocidentais constataram a necessidade de Moscou e "convenceram-se de que o G8 precisa da Rússia".

Por sua vez, o G20, é composto por países, que são responsáveis por 85% do PIB mundial, 75% do comércio mundial e 66% da população de todo o mundo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала