Cobrir de beijos até a morte: 'chupão' matou jovem de 17 anos

© Foto / Reprodução/FacebookUm chupão no pescoço
Um chupão no pescoço - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Julio Macias Gonzalez, um jovem do México, morreu por causa de ardentes brincadeiras de cama com sua namorada, que numa paixão fez um chupão no pescoço dele, o que depois levou a um derrame cerebral do jovem.

Na Noruega 323 renas morreram simultaneamente em circunstâncias estranhas - Sputnik Brasil
Na Noruega 323 renas morreram simultaneamente em circunstâncias estranhas
O jornal britânico The Sun relata que à noite, durante o jantar com sua família, Julio caiu no chão e começou se debatendo em convulsões. Seus familiares ligaram para a ambulância, mas o jovem morreu logo antes da ambulância chegar. Os médicos descobriram um hematoma no seu pescoço o que, segundo eles, causou a morte devido ao entupimento de vasos sanguíneos cerebrais.

No dia da sua morte o jovem fez amor com sua namorada, ela lhe fez um chupão no pescoço e o trombo que se formou atingiu o cérebro levando ao derrame cerebral, concluíram os médicos.

​Agora a família do jovem está acusando a namorada da morte do filho, mas segundo a informação da mídia a menina desapareceu.

"Uma possibilidade é que ele tivesse algum problema de coagulação do sangue, como trombofilia, que forma coágulos com mais facilidade no corpo. Porém, embora seja muito raro, pode acontecer a qualquer pessoa se o trauma causar uma lesão na parede do vaso sanguíneo", explica Carlos Peixoto, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro, citado pela edição on-line Extra.

O médico acredita que a lesão pode ter atingido a artéria carótida, responsável por levar sangue diretamente ao cérebro e que é mais superficial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала