EUA podem enviar mais paralímpicos por conta do afastamento dos russos

© AP Photo / Chuck BurtonCasey Followay, à esquerda, Stephen Binning, centro, e Arturo Torres, à direita, da equipe dos EUA durante a corrida de 100 metros dos homens durante os ensaios para os Jogos Paralímpicos, julho 1, 2016.
Casey Followay, à esquerda, Stephen Binning, centro, e Arturo Torres, à direita, da equipe dos EUA durante a corrida de 100 metros dos homens durante os ensaios para os Jogos Paralímpicos, julho 1, 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As licenças dos esportistas russos para participar dos Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro foi redistribuída em resultado do afastamento da equipe. Os EUA poderão enviar aos Jogos mais 22 atletas.

Russian President Vladimir Putin awards fencer Yana Egorian during a ceremony for Russian Olympic medallists returning home from the 2016 Rio Olympics, at the Kremlin in Moscow - Sputnik Brasil
Putin: desqualificação da equipe paralímpica está fora da lei e moralidade
A equipe russa consistia de 267 esportistas paralímpicos. O mesmo número de atletas foi atribuído à equipe norte-americana. Agora, os EUA têm 289 licenças, o que é o maior número na história do país.

O Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) anunciou na terça-feira (23) a rejeição do recurso do Comitê Paralímpico da Rússia, o que o ministro russo dos Esportes Vitaly Mutko chamou de uma decisão "política". O Comitê Paralímpico da Rússia foi desqualificado na sequência do relatório da comissão independente da Agência Mundial Antidoping (WADA).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала