- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Se Impeachment de Dilma for validado, Temer vai para encontro do G-20 na China

© Beto Barata/PRPresidente interino Michel Temer
Presidente interino Michel Temer - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nos dias 4 e 5 de setembro acontece em Hanzhou, na China, o encontro da Cúpula do G-20. Caso o impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff seja confirmado, o presidente em exercício, Michel Temer deve participar da reunião entre as 19 maiores economias do mundo e mais a União Europeia, no que seria a sua primeira viagem internacional.

Presidente argentino Maurício Macri profere discurso na Casa Rosada depois de procurador federal da república entrar com um pedido de investigação da sua participação na offshore bahamense - Sputnik Brasil
Macri quer se encontrar com Putin durante a reunião do G-20 na China
O Subsecretário-Geral de Assuntos Econômicos e Financeiros, Embaixador Carlos Márcio Cozendey disse que no encontro Michel Temer deverá enfatizar a questão da transição presidencial e as novas propostas econômicas que estão sendo implementadas no Brasil.

"Se o presidente Temer for confirmado, eu entendo que a principal mensagem que ele procurará transmitir é a da transição política e do novo programa econômico, é o que eu suponho que ele gostaria de dar ênfase nessa ocasião."

De  acordo com o Embaixador  Carlos Márcio Cozendey, a reunião do G-20 deve dar continuidade a discussão sobre a agenda de recuperação da economia mundial pós crise de 2008, além de debater outros assuntos na área de energia, corrupção, comércio e investimentos.

"Essa agenda de saída da crise continua a ser uma agenda central no G-20, toda a parte de coordenação  macroeconômica continua a ser uma das linhas centrais de atuações do grupo, mas a agenda também foi se expandindo para outras áreas, como energia, combate à corrupção, comércio e investimentos e outros temas desse tipo."

Temer também deverá buscar novas oportunidades de negócios internacionais em encontros bilaterais durante o encontro do grupo G-20 na China. 

Caso o impeachment for confirmado, antes de embarcar para a China, Michel Temer deve gravar um pronunciamento à nação. A expectativa é a de que o presidente interino faça a gravação logo após tomar posse no Congresso Nacional, pois em seguida viajará na noite do mesmo dia para a reunião do G-20. No pronunciamento Temer pretende defender a necessidade de uma unidade nacional para superar as crises política e econômica no Brasil, além de reforçar a sua agenda econômica, que tem como objetivo o ajuste fiscal e a retomada dos investimentos para o Brasil.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала