- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Renan Calheiros provocou suspensão do julgamento de impeachment

© Pedro França/Agência SenadoPresidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) em plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Roussefff por suposto crime de responsabilidade.
Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) em plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Roussefff por suposto crime de responsabilidade. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um pronunciamento do presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros, provocou a suspensão dos trabalhos na manhã desta sexta-feira no julgamento do impeachment, informou Agência Senado.

Michel Temer, Renan Calheiros e Aécio Neves - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Partidos que apoiam o impeachment abrem mão de perguntas para acelerar julgamento
Renan exortou os senadores a colaborarem com o prosseguimento da sessão de julgamento da presidente Dilma Rousseff. Ele classificou as discussões entre os senadores de lamentável espetáculo à sociedade".

Segundo Renan, o Senado está “perdendo a oportunidade de se afirmar perante o país como uma instituição representativa da sociedade”.

“É evidente que há um processo aqui mantido para delongar esse debate, essa discussão, esse julgamento. Eu queria pedir desculpas a Vossa Excelência, pedir desculpas aos senadores, pedir desculpas ao país. Nós não podemos apresentar esse espetáculo à sociedade.”

O presidente do Senado afirmou, ainda, que se a sessão continuar nesse ritmo, o depoimento da presidente Dilma Rousseff previsto para segunda-feira terá de ser suspenso.

“Isso é um erro, um tiro no pé. Esse confronto político não acrescenta nada absolutamente nem para um lado nem para o outro. Se nós continuarmos dessa forma, nós vamos ter que cancelar o depoimento.”

Renan também criticou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) por ter dito, na quinta-feira (25) que os senadores não tinham moral para julgar Dilma. Isto originou uma discussão no Plenário e fez o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do processo de Impeachment no Senado, Ricardo Lewandowski, suspender a sessão e antecipar o almoço.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала