Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

ONU vai investigar crimes no Iêmen

Nos siga no
Zeid Ra'ad Al Hussein, Alto Comissário do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas, propôs criar um órgão especial a fim de investigar crimes no Iêmen, diz comunicado da organização.

Segundo ele, tal necessidade existe, pois se trata de "seriedade das supostas violações dos direitos humanos no Iêmen".

Zeid Ra'ad Al Hussein incentivou todas as partes a fazerem o máximo possível em prol de uma solução pacífica do conflito.

Vale a pena mencionar que na quinta-feira (25) os delegados do Alto Comissário, encarregados pela investigação no Iêmen, apresentaram um relatório detalhado sobre violações de direitos humanos no país.

Escombros de casas destruídas em ataques aéreos liderados pela Arábia Saudita no Iêmen - Sputnik Brasil
Bombardeio mata dez crianças no Iêmen
Segundo estimativas, no período entre março de 2015 e 23 de agosto de 2016 foi registrado grande número de casos de violação dos direitos humanos, que causaram a morte de cerca de 3,8 mil civis e deixaram 6,7 mil feridos. Além disso, 7,6 milhões de pessoas enfrentaram a fome e 3 milhões abandonaram suas casas.

O conflito armado no Iêmen continua desde 2014. Os rebeldes hostis do movimento shiita Ansar Allah e a parte do Exército leal ao ex-presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, continuam combatendo as tropas do presidente Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала