Descubra que país europeu perdoa nazistas

© AFP 2022 / JOEL SAGETMinistério das Relações Exteriores da Rússia
Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou está preocupado com as tentativas da Ucrânia de exonerar nazistas e com a realização de campanha contra monumentos soviéticos implantados em vários países europeus, disse o Ministério das Relações Exteriores russo.

"Abertamente são propagados valores e ideias nazistas por nacionalistas radicais. A situação na Ucrânia é particularmente preocupante, onde, de fato, criminosos nazistas são exonerados. Isso não só ofende a memória de milhares de vítimas, mas também ameaça os princípios fundamentais da democracia e dos direitos humanos", disse em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores russo, divulgado na quinta-feira (25).

Monumento a soldados do Exército Vermelho em Varsóvia, Polônia - Sputnik Brasil
Rússia condena vandalismo em túmulos de soldados soviéticos na Polônia
Também foi ressaltado pelo ministério que o objetivo de tais ações, por parte de alguns países europeus, é incitar o ódio entre os povos da Europa. Diplomatas russos também condenaram os atos de vandalismo realizados nos monumentos aos cidadãos soviéticos que morreram na guerra contra o nazismo. Os monumentos são destruídos em vários países, em particular na Polônia.

O Ministério do Exterior russo frisou que os líderes da União Europeia muitas vezes, em suas declarações, tentam igualar a Alemanha nazista, país agressor, à União Soviética, país libertador do nazismo na Europa.

"Parece que os chefes da União Europeia não aprenderam as principais lições da Segunda Guerra Mundial", concluiu o Ministério das Relações Exteriores russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала