Califado africano decapitado: exército anuncia morte do líder de grupo terrorista

© AP Photo / Sunday AlambaUm jovem passa por uma rua da cidade nigeriana de Kano transportando água, em 8 de abril de 2016; a inscrição na parede diz: "Mate Boko Haram e não xiitas"
Um jovem passa por uma rua da cidade nigeriana de Kano transportando água, em 8 de abril de 2016; a inscrição na parede diz: Mate Boko Haram e não xiitas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O exército da Nigéria anunciou nesta terça-feira que o líder do grupo armado islamista Boko Haram, Abubakar Shekau, pode ter sido gravemente ferido e inclusive morto após uma operação aérea no nordeste do país.

A agência AFP informa que outros comandantes do Boko Haram também foram mortos.

"Eu disse [que Shekau foi] ferido, se houver alguma continuação, eu informarei", disse um oficial do exército nigeriano, citado pela agência.

Soldados nigerianos em uma remota cidade no estado de Borno, nordeste do país. - Sputnik Brasil
Ataque do Boko Haram deixa cinco mortos na Nigéria
Já a morte de outros três comandantes do grupo armado, Abubakar Mubi, Malam Nuhu e Malam Hamman, já é considerada verdadeira e definitiva.

Shekau foi dado por morto várias vezes recentemente. Mais cedo em agosto, informava-se que ele teria sido substituído no cargo de chefe do Boko Haram por Abu Musab al-Barnawi.

O Boko Haram jurou, em 2015, fidelidade ao Daesh, grupo terrorista originado no Iraque e na Síria e proibido em vários países, inclusive na Rússia. Se o Daesh é o grupo terrorista mais temível do mundo, os seus vassalos do Boko Haram são considerados o grupo terrorista mais sangrento da África.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала