EUA 'devem se juntar à coalizão antiterrorista liderada pela Rússia' na Síria

© Sputnik / Ministério da Defesa da Federação da Rússia / Abrir o banco de imagensUm bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria
Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia é ‘séria e resoluta’ em seus esforços para derrotar o terrorismo. Por isso 'devem se juntar a Moscou e seus aliados na luta', afirma o analista político iraniano Mosib Na'imi em entrevista à Sputnik.

"Paradoxalmente, todas as armas que os terroristas têm agora à sua disposição foram produzidas pelos EUA ou seus parceiros. É por isso que os EUA não têm o direito de julgar os outros", acrescentou Mosib Na'imi.

A base aérea de Hamadã no território do Irã - Sputnik Brasil
Progresso russo-iraniano: mísseis de cruzeiro e base de Hamadã
Os comentários de Na'imi foram uma resposta à criticaria de líderes políticos e militares norte-americanos em relação a Moscou e Teerã devido à colocação de bombardeiros russos no aeroporto de Hamadã no Irã. Os aviões militares foram transferidos para a base da República Islâmica como parte dos esforços da Rússia para aumentar sua capacidade ofensiva no combate contra os grupos radicais na Síria, em particular em Aleppo.

"Os Estados Unidos estão preocupados que a cooperação militar da Rússia com o Irã elimine os terroristas e a chamada oposição moderada, que recebeu armas e apoio financeiro dos EUA", disse ele.

O jornalista Shoeib Bahman, do site analítico IranianPolicy, compartilhou estes sentimentos:

"É de notar que a Rússia não estabeleceu uma base de larga escala em Hamadã. <…> Esta é apenas uma questão de proximidade geográfica."

Infelizmente, a mídia ocidental deturpa em grande parte a informação sobre o acordo da Rússia com o Irã, acrescentou o jornalista, notando que nem a Rússia, nem o Irã, violam a resolução da ONU que proíbe fornecimento, venda e transferência de aviões de combate para o Irã.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала