- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bar 'Bin Laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica

© Sergei Monin / Sputnik BrasilBar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
"Bom atendimento, refeição boa e barata, cerveja gelada e cigarro: esse é o perfil do brasileiro". Foi assim que José Felipe de Araújo, mais conhecido como "Bin Laden", descreveu para a Sputnik o sucesso do seu bar nos arredores da Vila Olímpica.

José Felipe contou que o estabelecimento, que já existe há 13 anos, nunca teve uma notoriedade tão grande, mesmo após outros grandes eventos como o Pan-Americano e a Copa do Mundo. Antes do sucesso, até o nome do bar era outro, mas o que pegou mesmo foi "Bin Laden" – apelido que José Felipe considera carinhoso e que recebeu de clientes pela sua suposta semelhança com o famoso terrorista Osama bin Laden.

© Sergei Monin / Sputnik BrasilBar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica - Sputnik Brasil
1/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
© Sergei Monin / Sputnik BrasilBar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica - Sputnik Brasil
2/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
© Sergei Monin / Sputnik BrasilBar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica - Sputnik Brasil
3/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
1/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
2/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica
3/3
Bar 'bin laden': o boteco que virou parada obrigatória da Vila Olímpica

Vindo de origem pobre, "Bin Laden" e seu filho, que o ajuda no serviço do bar, acreditam que as Olimpíadas abriram as portas do 'boteco pé sujo' para o mundo, chamando a atenção da imprensa internacional e ganhando artigos exclusivos de jornais como The New York Times, que, aliás, foi um dos primeiros a visitar e promover o local.

A rotatividade de atletas, técnicos e funcionários da vila olímpica é notória. Entre um papo e outro, um grupo de atletas tunisianos assiste à competição de salto em altura; um grupo da delegação espanhola compra 30 garrafas de cerveja para viagem; além de churrasco, pizza, petiscos, drinks e cervejas que não param de chegar nas mesas dos ilustres convidados.

O boxeador Robson Conceição, que garantiu uma medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Olímpicos, visitou o bar no dia seguinte da sua vitória, aproveitando o local para dar entrevistas a diversos veículos de imprensa.

Ao ser questionado sobre a especulação que pode surgir com o sucesso do seu ponto, José Felipe de Araújo, o "Bin Laden" da Vila Olímpica, é categórico: "Eu quero manter do jeito que tá! Porque é uma referência! A gente tá sempre de portas abertas pra receber quem chega, e esse é o segredo do sucesso" – conclui.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала