Secretário-geral da ONU gostaria de ver uma mulher à frente das Nações Unidas

© AFP 2022 / TIMOTHY A. CLARYBan Ki-moon abre a 70 sessão da Assembleia Geral da ONU
Ban Ki-moon abre a 70 sessão da Assembleia Geral da ONU - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Secretário Geral da ONU Ban Ki-moon declarou que, pessoalmente, gostaria de ver uma mulher à frente da Organização das Nações Unidas, informou a agência Associated Press.

Ki-moon disse que, na iminência do fim de seu segundo mandato de cinco anos à frente da ONU, que termina de 31 de dezembro deste ano, “chegou a hora” de uma mulher comandar esta organização internacional.

Ele destacou, no entanto, que tal decisão não cabe a ele. A candidatura do próximo secretário-geral da entidade deverá ser recomendada durante a Assembléia Geral do Conselho de Segurança da ONU para uma aprovação posterior pelos seus 15 membros.

Diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova - Sputnik Brasil
Um secretário-geral da ONU que fale russo não é conveniente para os EUA?
Atualmente existem 11 candidaturas para o cargo, sendo cinco de mulheres, escreve Associated Press. Os maiores destaques femininos são a chefe do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha Susana Malkorra e a diretora-geral da UNESCO Irina Bokova, representando a Bulgária.

A terceira rodada das eleições para o cargo de secretário-geral da ONU está marcada pelo Conselho de Segurança para 29 de agosto. As rodadas anteriores aconteceram em 21 de julho e 5 de agosto, a portas fechadas. Até agora o candidato mais provável para ocupar o cargo é o ex-primeiro-ministro de Portugal Antonio Guterres, que até 2015 serviu como o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала