Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Picciani reafirma que segurança nos Jogos é eficiente e assalto a nadadores foi fatalidade

REPORTAGEM MINISTRO SEGURANÇA JOGOS 2 DE 15 08 16
Nos siga no
A Polícia Civil do Rio abriu inquérito sobre o assalto aos quatro atletas americanos da natação, entre eles o medalhista olímpico Ryan Lochte, na Zona Sul do Rio. Após polêmica, o caso foi comentado pelo Ministro do Esporte, Leonardo Picciani que disse que o caso foi uma fatalidade como parte da violência urbana das grandes cidades.

Ao conversar com a imprensa durante evento na Casa Brasil, no Boulevard Olímpico, Picciani reafirmou que a segurança nos Jogos Rio 2016 é eficiente e que o caso envolvendo os atletas foi um incidente.

"Nós não tivemos nenhum incidente ligado  aos atletas, nos traslados, nos locais de competição, nos locais de treino, na Vila Olímpica. O que nós tivemos infelizmente foi um incidente da violência urbana, que infelizmente existe no Rio de Janeiro como existe em outras grandes cidades do mundo."

As crianças ao lado dos anéis olímpicos na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no dia 01 de agosto de 2016 antes dos Jogos Olímpicos no Rio 2016 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Comitê Olímpico dos EUA confirmou assalto armado de 4 nadadores americanos no Rio
O Comitê Olímpico dos Estados Unidos confirmou o assalto aos atletas. Na noite deste domingo (14), Ryan Lochte  e um dos nadadores prestaram depoimento na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), no Leblon, mas disse que estava alcoolizado e não lembra de detalhes do assalto. Investigadores da Deat também foram à Vila Olímpica obter mais informações sobre o crime.

Para a emissora americana NBC, o medalhista olímpico contou que estava com outros três nadadores e que homens se passando por policiais com distintivos, pararam o táxi onde estavam e apontaram uma arma para eles. Os homens levaram dinheiro e a carteira do atleta, mas deixaram a sua credencial e o celular.

Nesta segunda-feira (15), a Polícia analisa imagens de câmeras de segurança do posto de gasolina, na Zona Sul onde os atletas pegaram o táxi e do trajeto até a Vila Olímpica, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Os os outros dois nadadores envolvidos no caso também serão ouvidos pela Polícia. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала