Ancara e Moscou elaboram 'estratégia confiante' relacionada à Síria

© AFP 2022 / ADEM ALTANO presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014
O presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia e Moscou estão trabalhando na criação de “estratégia confiante” para normalização da situação na Síria, disse na terça-feira (09), o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

No encontro, os líderes discutiram questões ligadas à normalização da situação na Síria. 

"Estamos criando estratégia poderosa, juntamente com a Rússia, relacionada à Síria", informou Cavusoglu à agência Anadolu

O Presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Mídia internacional vê sinal ao Ocidente em visita de Erdogan à Rússia
Além de assuntos ligados à Síria, os presidentes discutiram sobre o desenvolvimento da relação bilateral na área de defesa, o que, segundo Cavusoglu, não deve ser levado como um passo contra a OTAN. A intensão da relação foi declarada pelo presidente turco, Erdogan. 

"A decisão de intensificar a relação com a Rússia na área de defesa não pode ser considerada um passo contra a OTAN. Há países da OTAN que têm relações na área de defesa com países estrangeiros, que vendem mísseis para eles", disse Cavusoglu à agência Anadolu. 

​Segundo ele, a Turquia tem que criar seu próprio sistema de defesa, levando em consideração não somente a tecnologia com que conta o país, mas também qual será a posição deste novo sistema na relação com outros países. 

Presidente da Turquia Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Erdogan acusa Ocidente de apoiar terroristas e golpistas na Turquia
Cavusoglu declarou que há uma chance do Ocidente "perder" a Turquia, não devido à relação da Turquia com Rússia e China, mas por erros causados pelo Ocidente no que diz respeito à nação turca.

"União Europeia comete erros muito sérios, inclusive quando apoiou tentativa de golpe", disse ele.

​A primeira reunião, entre os presidentes da Rússia e da Turquia após a crise nas relações bilaterais, foi realizada no dia 9 de agosto em São Petersburgo. Como resultado principal do encontro, as relações entre Moscou e Ancara foram renovadas. Foi acordado que haverá uma isenção gradual das medidas econômicas especiais contra as empresas turcas, liberando voos comerciais entre os países.

Presidente russo Vladimir Putin e presidente turco Recep Tayyip Erdogan antes da entrevista coletiva conjunta em São Petersburgo, Rússia, 9 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
'Rússia não precisa da Turquia como satélite, mas como membro forte da OTAN'
As relações entre Moscou e Ancara estavam em crise desde 24 de novembro de 2015 quando um avião russo Su-24 foi derrubado por um caça turco em espaço aéreo sírio. A Turquia alegou ter abatido a aeronave russa por ela estar violando o espaço aéreo turco. Tanto o Estado-Maior russo como o Comando de Defesa Aérea da Síria confirmou que o avião russo nunca chegou a entrar no espaço aéreo da Turquia.

No fim de junho, Erdogan enviou ao líder russo uma carta de desculpas pelo abate do Su-24 e expressou condolências à morte do piloto da aeronave, declarando que a Turquia não pretendia estragar as relações com a Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала