Talibã paquistanês reivindica ataque que massacrou 70 pessoas em hospital de Quetta

© AP Photo / Arshad ButtPessoas ajudam vítimas da explosão em um hospital de Quetta, Paquistão, 8 de agosto de 2016
Pessoas ajudam vítimas da explosão em um hospital de Quetta, Paquistão, 8 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A organização extremista Jamaat-ur-Ahrar, facção do Talibã paquistanês, reivindicou a responsabilidade por um atentado suicida em um hospital estatal no sudoeste do Paquistão que matou cerca de 70 pessoas nesta segunda-feira (8).

Huge Truck Bomb Hits Kabul on Monday, August 1, 2016 - Sputnik Brasil
Talibã assume autoria de explosão em Cabul e invade hotel
"O Jamaat-ur-Ahrar assume a responsabilidade por este ataque, e promete continuar realizando ataques como esse. Vamos lançar uma reportagem em vídeo sobre isto em breve", disse o porta-voz da organização, Ehsanullah Ehsan, via email, segundo citado pela Reuters.

O atentado suicida matou pelo menos 69 pessoas em um hospital de Quetta, no sudoeste do Paquistão, segundo informaram as autoridades.

Cerca de 120 pessoas ficaram feridas na explosão, que aconteceu na entrada do departamento de emergência, aonde o corpo de um proeminente advogado morto a tiros nesta segunda-feira estava sendo levado.

O Jamaat-ur-Ahrar, que também declarou apoio à liderança do Daesh [autodenominado Estado Islâmico] no Oriente Médio, é o mesmo que perpetrou o ataque em Lahore que matou 72 pessoas, muitas delas crianças, em um parque lotado no dia de Páscoa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала