Há o perigo de revoluções coloridas na China?

© AFP 2022 / Isaac LawrenceBandeira nacional da China
Bandeira nacional da China - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nos últimos dias, a atenção dos meios de comunicação internacionais tem sido atraída pelo vídeo chinês na Internet chamado “Quer que a China seja assim?”, dedicado à ameaça de uma revolução colorida no país.

Ilha Thitu do arquipélago Spratly no Mar do Sul da China - Sputnik Brasil
'Sudeste asiático pode ser palco de um grande conflito envolvendo os EUA e China'
De acordo com especialistas entrevistados pela agência Sputnik, embora o vídeo aparentemente não seja sancionado pelas autoridades, ele reflete os processos políticos complexos que estão ocorrendo na China.

O vice-diretor do Instituto de Países da Ásia e África da Universidade Estatal de Moscou Andrei Karneev vê no vídeo um aviso contra quaisquer choques e o desejo de estabilidade política.

O especialista não excluiu que o surgimento do vídeo esteja ligado ao processo judicial em Tianjin contra advogados que foram acusados de minar o sistema estatal da China.

Segundo as autoridades e os autores do vídeo, os advogados não queriam proteger os direitos dos cidadãos afetados, mas entraram em contato com forças estrangeiras e até mesmo receberam financiamentos, tentando forçar confrontos entre o governo e o povo.

O sistema antimíssil THAAD dos EUA - Sputnik Brasil
Sistema americano THAAD incompatibiliza Coreia do Sul e China
Após o veredicto do Tribunal de Haia sobre a disputa da China com as Filipinas, começou uma onda de protestos contra a política dos EUA e seus aliados no Sudeste Asiático. O radicalismo dos jovens pode ser destrutivo para a estabilidade política, portanto, é preciso mais uma vez lembrar sobre as prioridades do desenvolvimento interno, o que foi feito neste vídeo.

O Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da Rússia na China, Andrei Denisov, também julga que agora o objetivo mais importante para as autoridades da China é impedir a desestabilização no país.

Muitos especialistas acreditam que o vídeo surgiu também por causa do novo período difícil de reformas econômicas que a China enfrenta e estas reformas precisam de uma verdadeira estabilidade dentro do país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала