Cientistas descobrem material que só existe na Sibéria

© Sputnik / Pavel LisitsynMineiro
Mineiro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Químicos russos e canadenses descobriram que os minerais zhemchuzhnikovita e stepanovite, encontrados em 1940 nas minas de carvão na Sibéria oriental, são os únicos análogos de compósitos sintéticos, divulga um artigo na revista Science Advances.

"Esta descoberta inverte completamente a nossa compreensão <…> e indica que na natureza podem existir estruturas metal-orgânicas. Se os descobridores daqueles minerais tivessem podido determinar sua estrutura, a ciência teria saltado 30 anos para o futuro", explica Tomislav Friscic da Universidade McGill (Canadá).

O genoma humano - Sputnik Brasil
Futuro já começou: cientistas testam tecnologia de mutação de células
A história desta descoberta remonta ao fato de que Friscic e seu colega da universidade, Igor Huskic, encontraram uma descrição de dois minerais orgânicos incomuns – o stepanovite e o zhemchuzhnikovita, descobertos por geólogos soviéticos na década de 1940 em uma das minas de carvão na Sibéria.

Estes minerais representam carcaças metal-orgânicas – materiais poliméricos complexos que são semelhantes em estrutura à do favo de mel e que têm uma elevada porosidade e dureza. Hoje, carcaças metal-orgânicas são usadas para criar filtros que podem capturar dióxido de carbono (CO2) ou hidrogênio (H2) e armazenar uma enorme quantidade desses gases.

A descoberta de uma origem natural de carcaças metal-orgânicas sugere que os geólogos possam encontrar outros materiais novos próprios para uso em indústrias de alta tecnologia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала