Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Dois portugueses detidos em Auschwitz

© AP Photo / Alik KepliczParticipantes da Marcha dos Vivos em Auschwitz
Participantes da Marcha dos Vivos em Auschwitz - Sputnik Brasil
Nos siga no
O local é o testemunho mais terrível do trágico período do domínio nazista na Polônia.

Dois portugueses de 17 anos de idade foram detidos no antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, por tentativa rabiscar seus nomes no portão do museu, relata na terça-feira o portal polonês onet.pl.

Reinhold Hanning chega ao tribunal na Alemanha em sua cadeira de rodas, acompanhado pelos advogados - Sputnik Brasil
Ex-guarda de Auschwitz condenado à prisão aos 94 anos
Os adolescentes confessaram ter tentado escrever seus nomes para deixar uma marca da visita no museu existente no local. A polícia iniciou um processo por danos causados a um importante  monumento da herança cultural, considerado um crime sério.

Os dois portugueses podem regressar a casa mas foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa por três anos.

Os jovens tinham viajado para a Polônia no âmbito de Jornada Mundial da Juventude durante a visita do Papa Francisco, que juntou milhares de peregrinos.

Auschwitz era um campo de concentração nazista localizado no sul da Polônia, a 60 km da cidade de Cracóvia, sendo considerado o maior e mais terrível símbolo do Holocausto.

Segundo várias estimativas, no local foram assassinadas até 1,4 milhões de pessoas, mais de um milhão delas eram judeus. Hoje no território do campo existe um museu.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала