Telescópio Hubble capta imagens da família de estrelas mais antigas da Via Láctea

© Foto / YouTube/screenshotTelescópio Hubble
Telescópio Hubble - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O observatório orbital Hubble recebeu imagens do aglomerado estelar NGC 4833, na constelação de Musca, na qual estão as estrelas mais antigas da nossa galáxia, informou o site do telescópio espacial.

O aglomerado estelar NGC 4833 foi descoberto em meados do século XVIII pelo astrônomo francês Nicolas-Louis de La Caille durante uma de suas viagens ao hemisfério sul do planeta.

GN-z11, a galáxia mais distante já vista - Sputnik Brasil
Nos confins do Universo: Hubble fotografa galáxia mais distante já vista pelo homem
O NGC 4833 está situado na periferia da nossa galáxia, à distância de 20 mil anos-luz da Terra e dificilmente pode ser visto devido a nuvens de pó e gás inacessíveis para a maioria de telescópios terrestres.

Segundo as recentes observações do Hubble e de outros telescópios espaciais, esta família estelar representa o grupo mais antigo de estrelas na Via Láctea. A idade média dos aglomerados estelares às vezes excede os 5-6 bilhões de anos. Além disso, o NGC 4833 é 2 bilhões de anos mais antigo se comparado com outras famílias estelares deste tipo.

Isto é como pôr do sol poderia ser visto em Saturno. - Sputnik Brasil
Pôr do sol no espaço: imagens deslumbrantes do nosso Sistema Solar
É por essa razão que o estudo do NGC 4833, com uso de instrumentos do Hubble e outros telescópios, é de enorme interesse para os pesquisadores. Através da composição química e isotópica de suas estrelas é possível definir a aparência e a estrutura da galáxia no início do aparecimento do Universo, bem como acompanhar o desenvolvimento da Via Láctea nas primeiras etapas da sua existência.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала