Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

COI explica os 'três níveis' que russos precisam passar para competir na Rio-2016

© Sergei Monin / Sputnik BrasilTorcedores fazem festa na chegada dos atletas da Rússia no Rio
Torcedores fazem festa na chegada dos atletas da Rússia no Rio - Sputnik Brasil
Nos siga no
A delegação da Rússia deve passar por um procedimento de três níveis para participar dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. A declaração é do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

“A decisão do comitê executivo do COI sobre a participação dos atletas russos nos Jogos Olímpicos no Rio é um procedimento de três níveis aprovado pelo comitê durante uma conferência telefônica”, disse Bach a jornalistas.

Aleksandr Zhukov, presidente do Executivo do Comitê Olímpico da Rússia, após uma sessão em Moscou - Sputnik Brasil
COI estabelece parâmetros mais rígidos aos atletas russos, do que aos de outros países
Ele explicou que “o primeiro passo é um filtro das Federações Internacionais que podem confirmar as provas de cada atleta; o segundo filtro é o Comitê Olímpico da Rússia que não pode admitir os atletas que violaram as regras de doping”.

Segundo Bach, “o terceiro filtro é a decisão do COI baseada nos especialistas independentes e o Tribunal de Arbitragem Esportivo. Agora nos encontramos na terceira etapa, na qual o comitê executivo decidiu ontem conceder esse direito a uma comissão de três de seus membros liderados pelo chefe da comissão médica do COI”.

A comissão independente do COI para a participação dos atletas russos nos Jogos Olímpicos no Rio já começou o seu trabalho ", disse ele.

Rio de Janeiro prepara-se para os Jogos Olímpicos de 2016 - Sputnik Brasil
Federações autorizam 272 atletas russos a participar das Olimpíadas
De acordo com Bach, o COI "fez todo o possível para resolver a situação em torno do escândalo do doping para que todos os atletas limpos do mundo fossem protegidos" e a decisão da agência "não irá prejudicar os Jogos Olímpicos".

Em meados de julho, uma comissão independente da Agência Mundial Antidoping (WADA), liderada por Richard McLaren, denunciou provas da existência de um extenso programa de doping na Rússia apoiado pelas autoridades, após o qual a WADA recomendou que o Comitê Olímpico Internacional excluísse a delegação russa como um todo.

No entanto, o Conselho Executivo do COI em sua reunião de 24 de Julho decidiu não suspender toda a equipe russa, delegando a determinação às federações esportivas sobre quem vai representar a Rússia nos Jogos de 2016, que começam em 5 de agosto.


Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала