Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Daesh usa táticas diferentes na Europa e nos EUA

© AP Photo / LM OteroPoliciais de Dallas em operação depois do tiroteio de 7 de julho de 2016
Policiais de Dallas em operação depois do tiroteio de 7 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os terroristas do Daesh utilizam as táticas diferentes quando planejam seus ataques nos EUA e na Europa, afirmou nesta quinta (28) Jeh Johnson, o secretário de Segurança Interna estadunidense.

"O principal objetivo do Daesh nos EUA é incentivar as pessoas que moram no país para realizar ataques em seu país <…> É mais conveniente do que usar infiltrados. Não é como na Europa Ocidental, onde eles optaram por uma tática diferente por causa da proximidade do Iraque e Síria", disse Johnson.

A principal estratégia de prevenção do terrorismo nos EUA, portanto, deve ser a integração dos muçulmanos na sociedade para prevenir a sua radicalização, frisou o secretário de Segurança Interna.

​Tanto o atentado de San Bernardino, que causou 14 mortos e 24 feridos em dezembro de 2015, como a massacre em um boate gay em Orlando, que deixou 49 mortos e 53 feridos em junho de 2016, foram cometidos por cidadãos norte-americanos que declararam lealdade ao Daesh.

Bandeira da Turquia - Sputnik Brasil
Turquia negou entrada a 50 mil potenciais recrutas do Daesh em cinco anos
A organização terrorista Daesh (proibida na Rússia e reconhecida como terrorista pelo Brasil) autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecida como a ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando o jihadista da tendência salafita jordaniano Abu Musab al-Zarqawi fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a fortalecer-se, até transformar-se, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas reconhecida secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала