A longa tarefa de militarização do Ártico russo está quase pronta

Nos siga noTelegram
Rússia segue para fase final da construção de bases autônomas nas Terras de Francisco José e nas Ilhas da Nova Sibéria. Estima-se que até o fim do ano já estarão prontas, comunicou na quarta-feira (27), Sergei Shoigu.

"Este ano, vamos concluir a construção das únicas vilas militares fechadas nos arquipélagos de Francisco José e Ilhas da Nova Sibéria", disse Shoigu durante reunião ministerial.

Um dos maiores submarinos nucleares russos construídos ainda na época da União Soviética é o Typhoon (Akula), que continua a ser o maior do mundo com cerca de 25.000 toneladas métricas (27.500 toneladas). Visto de frente no Mar de Barents, Ártico russo, nesta fotografia de setembro de 2001 - Sputnik Brasil
Rússia desenvolve sistema de sonar para proteger o Ártico
O ministro da defesa da Rússia disse que os militares estavam construindo pistas de pouso e estações de monitoramento nos postos avançados do Ártico para o melhoramento da defesa aérea nacional.

Os arquipélagos da Rússia estendem-se por centenas de quilômetros ao longo do litoral noroeste da Rússia nos mares de Barents e Kara, bem como nos territórios marítimos do Extremo Oriente entre o mar de Laptev e o Mar Siberiano Oriental.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала