Autor de massacre no centro japonês para deficientes: 'Salvei pessoas doentes'

© REUTERS / Issei KatoSatoshi Uematsu, suspeito de um ataque mortal em um centro para deficientes, é escoltado por policiais quando ele é levado ao Ministério Público.Sagamihara, Japão. Julho, 27, 2016
Satoshi Uematsu, suspeito de um ataque mortal em um centro para deficientes, é escoltado por policiais quando ele é levado ao Ministério Público.Sagamihara, Japão. Julho, 27, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Satoshi Uematsu, que matou à facada 19 pessoas, declarou aos investigadores que “ele estava salvando pessoas com muitas doenças graves”.

Quando estava no automóvel policial, Uematsu sorria alegremente aos jornalistas, comunica a RIA Novosti.

À noite, durante o interrogatório, o suspeito afirmou que "queria salvar pessoas gravemente doentes, com muitos problemas" e não sentia "nem pesar, nem arrependimento". Ao mesmo tempo, ele disse que "queria pedir desculpa do fundo do coração às famílias dos mortos porque tinha causado a separação brusca deles".

Na noite de 25 para 26 de julho Satoshi Uematsu penetrou em um centro para deficientes, matando à facada 19 pessoas, mais 26 ficaram feridas. Depois disso, o assassino foi à polícia e confessou o crime.    

© REUTERS / TPX IMAGESSatoshi Uematsu, suspeito de um ataque mortal em um centro para deficientes. Julho 27, 2016
Satoshi Uematsu, suspeito de um ataque mortal em um centro para deficientes. Julho 27, 2016 - Sputnik Brasil
Satoshi Uematsu, suspeito de um ataque mortal em um centro para deficientes. Julho 27, 2016

Bandeira do Japão. - Sputnik Brasil
Ataque com faca no Japão deixa vários mortos e feridos
​Uematsu trabalhara na instituição desde o final de 2012 até fevereiro de 2016. Nessa altura, ele propôs ao presidente da câmara baixa do parlamento um projeto de lei sobre a eutanásia dos deficientes, explicando que esta decisão "iria evitar a Terceira Guerra Mundial".

Durante o tratamento forçado, análises mostraram que o homem consumia maconha. Segundo os amigos de Uematsu, ele dizia-lhes que "seria bem se todos os deficientes morressem".

Este foi o maior massacre no Japão desde os anos de 30 do século passado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала