Irã nuclear: mudança de cenário

Nos siga noTelegram
A experiência iraniana no domínio da energia nuclear para fins pacíficos pode ser útil no trabalho de grandes projetos internacionais.

Segundo a agência de notícias iraniana IRNA, o chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, Ali Akbar Salehi, declarou que em acordo preliminar, o Irã pode se tornar o trigésimo sexto membro na construção de um reator termonuclear experimental ITER (International Thermonuclear Experimental Reactor), que fica localizado na cidade francesa de Cadarache.

Quais são as perspectivas para a adesão do Irã ao projeto ITER? Em entrevista à "Sputnik", o colunista político do canal iraniano Press TV e especialista em questões nucleares, Hasan Beheshtipour, compartilhou sua opinião:

"A experiência iraniana no campo de reações de fusão nuclear é de mais de 30 anos. O Instituto de Pesquisa de física de plasma e reação termonuclear controlada foi fundado no Irã em 1974. Esta instituição científica, em muitos aspectos, realizou progresso em suas atividades de pesquisa <…> as obras de pesquisadores deste centro científico foram publicadas em várias revistas científicas do mundo”

Central nuclear de Bushehr, no Irã. - Sputnik Brasil
Irã ameaça EUA de lançar usina de enriquecimento nuclear
Outro entrevistado pela Sputnik, especialista iraniano em questões internacionais, Farzad Ramazani Bounesh, acredita que o tempo, quando o Irã era considerado ameaça à segurança mundial por causa do seu programa nuclear, já passou.

" O importante é que a <…> questão nuclear iraniana já não é considerada uma ameaça à segurança, sendo agora um tema político legal. Há também uma atitude positiva da AIEA sobre a questão. Buscamos manter uma constante troca de opiniões, provando que na prática, o programa nuclear é exclusivamente  de natureza pacífica. Constrói-se uma imagem positiva do Irã para o mundo" — notou o especialista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала