Aliados de Sanders descartam envolvimento da Rússia em ciberataque ao Partido Democrata

Nos siga noTelegram
Os delegados do Partido Democrata que apoiaram a pré-candidatura de Bernie Sanders à presidência dos EUA não acreditam que hackers da Rússia estejam por trás do vazamento de documentos do Comitê Nacional Democrata (DNC).

A seguir, algumas declarações que dois delegados democratas pró-Sanders fizeram à Sputnik sobre este tema.

Inteligência dos EUA pensa que Moscou esteja por trás do ciberataque ao Partido Democrata
“Eles [direção do partido] sequer questionam isso, mas simplesmente culpam a Rússia. Eles estão mais dispostos a provocar uma catástrofe na política externa do que assumir que estão errados. A presidente do partido renunciou ao cargo, mas os demais continuam a postos” – revelou a delegada Jenna Harris.

“Não sei o que acontecerá em novembro [nas eleições presidenciais], mas ainda tenho três meses para pensar nisso” – completou Harris respondendo a pergunta sobre possível apoio a Clinton contra Trump nas eleições.

Dmitry Peskov, assessor de imprensa do presidente russo - Sputnik Brasil
Kremlin: Paranoia com a Rússia é 'passatempo tradicional' nos EUA
“Isso prova apenas que as eleições foram falsificadas desde o início e que todos [a direção do partido] tentaram abafar a pessoa que defendia os interesses das pessoas [Sanders] (…). Todos fecharam os olhos para isso” – disse o delegado Henry Huerto, da Califórnia.

“Antigamente eu lia contos de fadas, mas agora não faço mais isso” – acrescentou Huerto ao comentar a informação de que autoridades russas pudessem estar por trás do ciberataque ao Comitê.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала